Entenda o que são Advérbios

Os advérbios são uma das dez classes de palavras existentes na língua portuguesa. Essa classe gramatical é constituída por palavras que gramaticalmente são conhecidas por invariáveis. Elas não se modificam e por esse motivo sua forma não se altera.

Quando a sua função principal é modificar o verbo assumindo, assim, o papel de adjunto adverbial.

Mas além do verbo ser modificado através do advérbio ele também pode servir para intensificar outro advérbio, adjetivo ou até uma declaração inteira.

Isso é possível porque essa classe gramatical é capaz de denotar uma circunstancia que, de acordo com a situação, é possível classificar em advérbio de: lugar, modo, intensidade, dúvida, afirmação, negação, tempo entre outros.

Os advérbios de intensidade são muito interessantes, pois são capazes de modificar não apenas os verbos como fazer com que o sentido de outros advérbios seja intensificado.




O que é um advérbio

O advérbio é uma classe de palavras invariáveis que tem a capacidade de modificar um verbo, adjetivo e até outro advérbio. De acordo com o sentido que a frase apresenta ele pode ser classificado em advérbio de modo, lugar, tempo, intensidade, afirmação, negação, dúvida entre outros.

É comum que surjam dúvidas quanto ao advérbio e o adjetivo. Para que isso não ocorra somente é preciso lembrar que os adjetivos se relacionam somente com o substantivo e eles variam tanto no gênero quanto no número.

Já os advérbios podem se relacionar com os verbos, entretanto, eles não sofrem qualquer variação.

Classificação dos advérbios

Os advérbios se classificam de acordo com a circunstância que exprimem. Sendo assim, eles recebem a seguinte classificação:

Advérbio de tempo

Fornece informação temporal, ou seja, dados que respondem se já ocorreu, ocorre ou ocorrerá à ação. Alguns exemplos são: ontem, tarde, amanhã, hoje, logo, antigamente, antes, de repente, a qualquer momento, de vez em quando entre outros.
Exemplo: A qualquer momento vai cair um temporal.


Advérbio de lugar

Indica onde aconteceu, acontece ou acontecerá algo. Alguns exemplos de advérbio de lugar são: dentro, fora, aqui, ali, acolá, em baixo, em cima, à direita, a esquerda, defronte, detrás, ao lado, acima, debaixo entre outros.
Exemplo: Debaixo da mesa está o brinquedo de Aninha.


Advérbio de intensidade

Qualifica ou reforça o verbo, adjetivo ou advérbio. Algumas das palavras mais utilizadas são: muito, pouco, demais, bastante, mais, menos, grandemente, intensamente, imensamente, tudo, nada entre outros.
Exemplo: Flávia ficou imensamente feliz ao ser pedida em casamento por Carlos.

Advérbio de modo

Indica como que algo aconteceu, vai acontecer ou está acontecendo. Alguns ótimos exemplos advérbios que caracterizam isso são: sem medo, em silêncio, face a face, devagar, depressa, de mansinho, à toa, às pressas entre outros.
Exemplo: Sem medo, o policial enfrentou os bandidos.

Advérbio de negação

Nega que algo tenha acontecido ou irá acontecer. Os principais exemplos de advérbio de negação são: jamais, não, nunca, nem, de jeito nenhum, tampouco entre outros.
Exemplo: Jamais pensei em fazer algo para prejudicar a Paula.

Advérbio de afirmação

Esse tipo de advérbio afirma que algo aconteceu, está acontecendo ou irá acontecer. Seus principais exemplos são: certamente, efetivamente, decididamente, indubitavelmente, realmente, certo, decerto, deveras entre outros.
Exemplo: Maria certamente vai aceitar o convite de João para ir ao cinema.

Entenda o que são Advérbios
Imagem: Freepik.com.

Advérbio de dúvida

Não indica com certeza o grau que algo está acontecendo, aconteceu ou acontecerá. Assim, alguns exemplos desse tipo de advérbio são: talvez, possivelmente, eventualmente, quiçá, porventura, acaso entre outros.
Exemplo: Talvez Francisco compre uma moto para presentear o irmão.

Flexão dos advérbios

Os advérbios são palavras invariáveis que não variam nem em gênero nem em número. Entretanto, quando se trata do grau eles sofrem algumas variações.

Graus do advérbio

Os advérbios são palavras invariáveis, mas quando se trata do grau ela apresenta algumas variações que são chamadas de Flexão dos advérbios. Assim temos o grau comparativo e o superlativo. O primeiro deles divide-se em: igualdade, inferioridade e superioridade. Já o segundo pode ser absoluto analítico ou absoluto sintético.

Grau comparativo

O grau comparativo do advérbio é formado de forma similar ao comparativo do adjetivo bem como sua classificação. Ele serve para fazer uma comparação entre dois seres ou objetos. Assim, temos o comparativo de igualdade, inferioridade e superioridade.

O de igualdade é formado por tão mais um advérbio acompanhado por quanto (como). Exemplo:

Renata corre tão rápido quanto Sabrina.

O de inferioridade é formado pela palavra menos acompanhada por um advérbio mais que (do que).

Exemplo: Renata corre menos que Sabrina.

Já o de superioridade pode ser formado de duas formas: analítico ou sintético. A primeira delas é com a palavra mais antes do advérbio e após ele é acrescentado que (do que). Exemplo: Renata corre mais rápido que Sabrina. No sintético utiliza-se pior do que (que) ou melhor. Exemplo: Renata é melhor corredora que Sabrina.

Grau superlativo

Dentro do grau superlativo temos a divisão em analítico e sintético. No analítico um advérbio vem acompanhando outro advérbio como no exemplo: Patrícia fala muito alto. Se analisarmos essa frase temos que muito é um advérbio de intensidade e alto se trata de um advérbio de modo.

Quanto ao superlativo sintético é formado com a ajuda de sufixos como em: Patrícia fala altíssimo.

Locução adverbial

Quando existem duas ou mais palavras que funcionam como um advérbio diz-se que se tem uma locução adverbial. Ou seja, a locução adverbial vai modificar um adjetivo, verbo ou outro advérbio.

Alguns exemplos são: à direita, à esquerda, por aqui, sem dúvida, passo a passo, em geral, de vez em quando, nunca mais entre outros.

Mas é preciso prestar atenção para não acabar confundindo com a locução prepositiva. Para diferenciar uma da outra basta verificar se a preposição está após um advérbio ou locução adverbial. Caso isso se confirme quer dizer que temos uma locução prepositiva como em dentro de, antes de, perto de, por exemplo.

Exercícios adverbiais

1- (UFV-MG) Nas alternativas a seguir todas apresentam dois advérbios com exceção de:

A – Ela falou de forma calma e sabiamente.
B – Tranquilamente o jogo foi realizado hoje.
C – Ontem o menino cantou desafinadamente.
D – Amanhã não iremos ao baile.
E – Ela permaneceu muito calada.

Resposta: letra E.

2-Sabendo que os advérbios são palavras invariáveis faça uma análise dos termos destacados e os
caracterize de acordo com sua classe gramatical:

A – Na cidade que moro as oportunidades de trabalho são menores.
B – Ao passar por aqui gasto menos tempo para ir ao trabalho.
C – Atualmente ele tem andado meio triste.
D – Aquela menina fala melhor que escreve.
E – Sandro obteve as melhores chances para se destacar, mas somente agora tomou uma decisão.

Resposta: a) como menores se trata de uma palavra variável é um adjetivo.

b) menos é um advérbio de intensidade.
c) meio é um advérbio de intensidade.
d) melhor é um advérbio de modo.
e) melhores é um adjetivo já que é uma palavra variável.

Veja também:
Share on Google Plus

About Madson

Blog destinado para todos que querem aprender de forma fácil e prática a nossa tão amada e odiada língua portuguesa. Aqui você tira suas principais dúvidas ortograficas.

0 comentários:

Postar um comentário

- Os comentários deste blog são todos moderados;
- Escreva apenas o que for referente ao tema;
- Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
- Identifique-se.