Para mim ou para eu - Como escreve?

Para mim ou para eu? É bem provável que você até saiba qual é a certa, mas, vez ou outra, acaba deslizando a dizendo a forma errada.

Afinal, as duas existem, mas com sentidos completamente diferentes.

Há uma pergunta que, quando respondida, é capaz de evitar centenas situações em que você pode ser testado (a) e colocado (a) à prova:




Há conjugação de verbo com mim?

A resposta para a pergunta acima é: depende.

No geral, “mim” (forma oblíqua tônica que assume o pronome da 1ª pessoa do singular) não conjuga verbo, já que não é capaz de mudar uma ação verbal.

O correto é usar o pronome pessoal “eu” antes do verbo no infinitivo, isto é, verbos findados em AR, ER, IR e OR (um verbo com final UR está sendo estudado, mas ainda não faz parte da gramática e, consequentemente, dicionário).

para mim ou para eu?

Mas, tem um ditado que afirma que toda regra tem a sua exceção, né?

Quando um verbo de ligação (verbos que não indicam ação, mas o estado do sujeito) aparecer junto de um predicativo do sujeito ou de verbos específicos (faltar, bastar, custar e restar), o certo é o uso de “mim”.

Sendo assim, veja alguns exemplos de frases em que “mim” foi usado corretamente:


Exemplos de conjugação com mim

Custa para mim permanecer na fila do show por cinco minutos.

Foi difícil para mim aceitar a sobremesa do almoço.

Portanto, quando alguém afirmar que “mim” não conjuga verbo, você pode tirar essa exceção à regra e mostrar que conhece bem o assunto.

Veja também:

Para mim ou para eu?

No início deste artigo, já foi dito que ambas estão certas, diferindo no sentido em que se pretende passar na oração.

Veja como cada uma pode ser empregada corretamente:

Para mim

Deve ser usado quando estiver indicando o alvo ou completando o sentido de uma ação.

Para um melhor e maior entendimento, veja algumas frases e explicações para o uso de “para mim”:

Ela comprou uma blusa para mim! – Neste caso, o pronome ELA é quem pratica a ação. Com isso, “para mim” está indicando para quem essa ação foi feita.

Para mim, vocês não deveriam vender a casa. – Neste caso, “para mim” demonstrou a opinião, e não uma ação que é feita pelo pronome VOCÊS.

Para eu

Deve ser usado quando o “eu” for o sujeito do verbo, ou seja, vier logo em seguida do verbo no 
infinitivo. 

Seguindo a mesma linha de explicação feita em “para mim”, confira algumas frases e explicações do uso de “para eu”, respectivamente:

Ele levou uma roupa para eu usar – Aqui, temos dois verbos e duas orações. Na primeira oração, o verbo é “levou” e o sujeito é ELE. Na segunda oração, o verbo é “usar” e o sujeito é EU. Sendo assim, “para eu” está indicando uma ação relacionada à primeira praticada.

Fui à biblioteca e peguei três livros para estudar – Neste caso, o sujeito é o mesmo nas duas orações e responsável pela ação. Por isso, o “eu” é oculto, pois fica subentendido devido à conjugação do verbo IR (Fui à biblioteca...)

Share on Google Plus

About Madson

Blog destinado para todos que querem aprender de forma fácil e prática a nossa tão amada e odiada língua portuguesa. Aqui você tira suas principais dúvidas ortograficas.

0 comentários:

Postar um comentário

- Os comentários deste blog são todos moderados;
- Escreva apenas o que for referente ao tema;
- Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
- Identifique-se.