Verbos impessoais, o que é, exemplo

Você sabe o que são verbos impessoais? O próprio nome carrega um significado que pode dar uma dica valiosa.

Os verbos impessoais são aqueles verbos chamados também como defectivos, isto é, que não possuem todas as pessoas verbais e que não possuem todas as conjugações devido a fatores diversos, como a morfologia e a fonética do verbo, por exemplo.


Veja também essas dicas:

Verbos impessoais, o que é, exemplo


Existem muitos verbos impessoais na língua portuguesa e geralmente estão separados por blocos. Em primeiro lugar compensa ressaltar que esses verbos são conjugados em apenas uma pessoa, a terceira pessoa do singular. Isso quer dizer que eles não são verbos indeterminados, que não possuem sujeito, um ser que faz a ação.

Um dos verbos impessoais mais utilizado é o “haver”, no sentido de existir. Sempre deve ser usado na terceira pessoa, como em:
  •  “Havia pedreiros trabalhando na obra esta manhã”; 
  • “Você estava ciente de que havia criminosos aqui dentro? ”; 
  • “Há muitos problemas que envolvem esse relacionamento conturbado”;
Verbos impessoais, o que é, exemplo


Sabendo disso, é comum que as pessoas tendem a confundir o verbo “haver” com o verbo “existir”.

Lembre-se que o verbo haver é impessoal e expressa uma ideia de existência, dependendo do contexto (como nesse caso que estamos discutindo). Logo, é apenas uma ideia, não pode ser utilizado como sinônimo da mesma forma. Isto é, o verbo existir deve ser conjugado normalmente, como:

  • “Você estava ciente de que existiam criminosos aqui dentro? ”;

Além do verbo haver, há outros verbos impessoais, como aqueles que expressam fenômenos da natureza (gear, nevar, ventar, amanhecer, chover, relampejar, esquentar, escurecer, garoar) e aqueles que expressam a ideia de tempo (como o verbo fazer e estar).

Exemplos:
  • Chovia muito ontem à noite; 
  • Está muito frio hoje; 
  • Faz um clima gostoso para passear;

Portanto, não se esqueça de que os verbos impessoais só são conjugados na terceira pessoa do singular (lembre-se sempre do “ele” na hora da conjugação, se assim lhe ajudar).

Share on Google Plus

About Madson

Blog destinado para todos que querem aprender de forma fácil e prática a nossa tão amada e odiada língua portuguesa. Aqui você tira suas principais dúvidas ortograficas.

0 comentários:

Postar um comentário

- Os comentários deste blog são todos moderados;
- Escreva apenas o que for referente ao tema;
- Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
- Identifique-se.