Uso da Nova ortografia já é obrigatório: Conheça as mudanças

A nova ortografia ou o novo acordo ortográfico, como queiram chamar, foi assinado em 1990, pelos países que compõem a CLPL - Comunidade de Países de Língua Portuguesa, que é o conjunto de países de língua portuguesa que unificaram a nova ortografia, comporto pelos seguintes países: Brasil, Portugal, Guiné-Bissau, Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

No Brasil começou-se a usar a nova ortografia a partir de 2009, sem a obrigatoriedade, muitos concursos, vestibulares e o Enem já adotava as novas regras ortográficas em suas provas, apesar de não ser obrigatórias, muitos profissionais, estudantes, enfim muitos brasileiros já estavam se acostumando a usar a nova ortografia, uma que vez que, ela seria adotada de forma obrigatória mais cedo ou mais tarde. 

Ficou definido que em 1º de janeiro de 2013 já começaria a valer, mas foi adiada por que muitos ainda tinham duvidas do seu uso, mas o governo brasileiro definiu que em 1º de janeiro de 2016 o uso da Nova ortografia já seria obrigatória e este dia chegou!

Estamos em 2016 e agora já é mais que necessário saber usar a nova ortografia, logico que quem ainda não se acostumou com ela, deverá aprende-las ou poderá ter sérios problemas de erros ortográficos. Vamos falar aqui das principais mudanças e dá alguns exemplos.
Nova ortografia

Nova ortografia, que mudou?

Entre os 8 países que assinaram o acordo ortográfico, o Brasil é o terceiro a tona-lo obrigatório, como já fizeram Portugal e Cabo Verde. Estas mudanças na nova ortografia alteram 0,08% dos vocábulos da nossa língua no Brasil e 1,3% em Portugal, então, podemos pensar que para nós as mudanças serão menores. Vamos ver agora quais as mudanças:

Alfabeto:

O alfabeto passa de 23 letras para 26, incluindo as letras K, W e Y.

Trema


O trema deixa de existir, essa foi uma boa mudança, por que acho que nunca lembrávamos de colocar aqueles dois pontinhos na vogal "u". Assim palavras como tranquilo, linguiça perdem o trema, mas a pronuncia do "ui" continua.



Acento diferencial

O acento diferencial é aquele usado para diferenciar uma palavra da outra, no caso de pára, para; pélo, pelo, péla, pela, pêra, pera, veja a seguir alguns exemplos práticos:

Deixa de ser usado o acento para diferenciar as palavras:
1. Pára (verbo de parar) de para (preposição);
2. Péla (verbo pelar) de pela (combinação da preposição por com o artigo);
3. Pólo (substantivo) de polo (combinação antiga e popular de por e lo);
4. Pélo (verbo pelar), pêlo (substantivo) e pelo (combinação de preposição por com o artigo);
5. Pêra (substantivo – fruta), péra (substantivo arcaico – pedra) e pera (preposição arcaica);
6. Cor (substantivo) e cór (elemento da locução 'de cor');
7. Côlher (verbo) e colher (substantivo).

Mas como toda regra há exceção. Os acentos para diferenciar as seguintes palavras permanecem:
1. Pôr (verbo) e por (preposição);
2. Pôde (pretérito do indicativo do verbo poder);

Acento circunflexo 

Some o acento circunflexo de palavras terminadas em "eêm", "ôo".Agora palavras escrevem assim:
Leem, creem, veem, deem, voo e enjoo.

Acento agudo

O acento agudo somem nos ditongos abertos "ei e "oi", assim as palavras idéia, assembléia, colméia, paranóia, jibóia, agora escrevem-se assim: ideia, assembleia, colmeia, paranoia, jiboia.

Uso do Hífen

Acho que o hífen é a mudança na nova ortografia que mais vai confundir as pessoas, porque eles deixem de existir em alguns casos e passam a existir em outros.

Veja abaixo um link sobre o uso do hífen na nova ortografia.


Enfim, agora já é para valer, vamos estudar, vamos ler, vamos nos aperfeiçoar nesta nossa língua portuguesa. Se tem interesse em aprender o português de forma pratica e diferente veja o link abaixo:

Vídeo sobre a nova ortografia

Share on Google Plus

About Admin

Blog destinado para todos que querem aprender de forma fácil e prática a nossa tão amada e odiada língua portuguesa. Aqui você tira suas principais dúvidas ortograficas.

1 comentários:

  1. " língua portuguesa é uma das mais difíceis do mundo, disso não temos dúvidas, mas nem por isso, não devemos desistir de tentar dominá-la o máximo que pudermos." - Ou: "mas nem por isso, devemos(...)". Ridículo esse "não". O "você" brasileiro não cai em desuso? Porque é que os brasileiros usam o acento circunflexo em vez dos acentos agudos? "Anônimo"? WTF??

    ResponderExcluir

- Os comentários deste blog são todos moderados;
- Escreva apenas o que for referente ao tema;
- Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
- Identifique-se.